Buscar
  • Hugo Monteiro

Redução de custos - Uma necessidade atual.


No atual cenário econômico, poupar gastos, cortar custos e enxugar o máximo que der é prioridade em todas as áreas dos setores corporativos. Mas como podemos cortar custos sem que haja prejuízos jurídicos, fiscais, financeiros, etc? A resposta para essa e outras perguntas é simples e está entre nós desde os anos 90: Terceirização.


O que é a terceirização?

A terceirização, também conhecida como outsourcing (fonte externa) é, sem dúvida, um dos recursos mais adotados por gigantes do mundo corporativo até pequenas empresas, tanto em território nacional como por todo o planeta.

Este modelo de serviço tem sido utilizado como uma maneira de aumentar resultados de empresas e organizações, além de ser uma alternativa para diminuir gastos e despesas com encargos trabalhistas.

A terceirização de mão de obra é a simples escolha de delegar funções e atividades de uma determinada empresa a terceiros. Em outras palavras: é quando uma organização contrata os serviços de outras organizações para realizar alguma atividade sem que elas tenham nenhuma relação ou vínculo.

O principal objetivo deste tipo de decisão é não se preocupar com atividades secundárias para que a organização possa focar e concentrar todos os seus esforços nos serviços mais importantes que ela disponibiliza ao mercado.


Mas como funciona na prática?

A empresa A contrata a empresa B, que por sua vez disponibiliza seu funcionário para a prestação de serviço, como por exemplo: elétrica, manutenção predial, técnico mecânico, etc.).

Um dos cuidados mais essenciais que se deve ter ao optar pela contratação deste tipo de serviço é a escolha da empresa parceira. Isso porque qualquer erro cometido por ela pode se voltar contra a sua empresa. Por isso, é importante avaliar as opções de fornecedores, além de verificar e comparar referências no mercado antes de fechar negócio.


Agora que entendemos o que é, vamos entender como funciona a Terceirização da Mão de Obra.

Para que possamos compreender de forma mais minuciosa a terceirização de mão de obra, vamos abrir cada parte do processo de como ela funciona e de que maneira pode ser adotada por empresas que queiram tornar seus processos cada vez mais eficientes.

Um dos exemplos mais comuns que observamos no setor de terceirização são os mais diversos tipos de organizações, principalmente as de grande porte, contratando o serviço de mão de obra terceirizada para realizarem serviços de manutenção em seus estabelecimentos, de eletricista, técnico mecânico, construção e muitos outros.

Muitas delas fazem isso, por não configurar vínculo empregatício, como um emprego formal, do tipo em que o empregador precisa arcar com custos e tributos determinados na Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, já que quem tem esta responsabilidade é justamente a empresa terceirizada que é contratada.

Dessa maneira, caso a opção seja contratar o trabalho de uma empresa para prestação de serviço de mão de obra terceirizada, o custo vai ser o de pagar pelo pacote de serviços contratados.

Benefícios da terceirização da mão de obra:

Uma vez que entendemos o que é e como funciona a terceirização da mão de obra, vamos conferir alguns dos muitos benefícios obtemos ao contratarmos esses serviços:

Prioridades: Uma vez contratada a empresa e organizada a implementação dos serviços, a empresa contratante pode focar mais no que é urgente enquanto a parte contratada resolve o que é importante. Essa priorização traz benefícios à todas as partes.

Remanejamento: No processo de terceirização, caso um colaborador não se adapte, não se adeque ou não demonstre aptidão ele é rapidamente substituído por outra pessoa mais adaptada e adequada, enquanto se o trabalhador inapto for contratado da própria instituição profissional, gera desgaste, gera custo e ainda pode acarretar em nova contratação.

Vínculo empregatício: Conforme dissemos acima, a terceirização não gera vínculo empregatício entre a empresa que contrata e a prestadora de serviços. O que acontece é que cada uma se responsabiliza por seus colaboradores e precisa cumprir com as determinações regidas em contrato.

Qualificação: Com alguns serviços da empresa sendo terceirizados, há uma diminuição de seu quadro de funcionários, o que permite implementar melhorias focadas para o treinamento, desenvolvimento e capacitação destes profissionais. Assim, impulsiona também a qualificação destes colaboradores, de uma forma geral, o que contribui para que a organização tenha um diferencial competitivo no mercado perante seus clientes.

Redução de custos: Tudo isso que compartilhamos leva ao principal ponto e benefício da terceirização de mão de obra: a considerável redução de custos que acontece ao implementá-la. Despesas contratuais, estrutura física, substituição de profissionais, colaboradores, entre diversos outros que a empresa que opta pelo modelo de produção tradicional tem, são reduzidos, pois esta deixa de ser uma preocupação, consequentemente, deixando de fazer parte do plano financeiro.

Além de todas essas vantagens e benefícios, temos aqui alguns outros pontos que podem ser considerados caso cogite terceirizar para melhoria contínua dos processos internos e externos da empresa e dos negócios:

  • Mais agilidade nos processos internos;

  • Otimização dos processos organizacionais;

  • Crescimento da produtividade;

  • Aperfeiçoamento da qualidade do serviço prestado;


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo